Tenho algumas coisas a compartilhar…

(Imagem)

Olá! Como todos vocês estão? Espero que muito bem *-* Sei que dei uma pequena sumida, mas, como já disse anteriormente, não tinha estabelecido nenhuma frequência determinada quanto a esse blog… Quero apenas que seja como uma espécie de refúgio e espaço aberto onde possamos compartilhar experiências e amor 🙂

Então sem muitas delongas, vamos direto ao ponto.

Para falar a verdade, eu lembro que a ideia inicial era compartilhar duas experiências, mas não lembro de qual era a segunda, então talvez fique por uma só mesmo hahaha (Se eu lembrar, comento depois)

Acabei de pensar até que dá para criar um quadro de posts assim, acho que seria bem interessante 🙂 Até consegui pensar em um nome (“Aconteceu comigo…” haha)

Mas, enfim, o que eu queria escrever aqui era que teve um dia (Estou tentando escrever de um jeito mais natural para que pareça uma conversa entre amigos mesmo, que é o que eu espero que pareça :)) que estava eu e mais 3 amigos meus na academia. Na verdade, primeiro fomos eu e dois deles. Como nosso amigo estava meio para baixo (problemas pessoais), nós paramos em uma área com uns sofás para sentar e tentar conversar com ele, talvez tentar fazer ele tirar aquele peso desabafando com a gente. Meu amigo sentou em um sofá e eu e minha outra amiga sentamos no chão. Até aí tudo bem.

Conversamos um pouco e depois nossa outra amiga chegou. Ao contrário de antes, o clima ficou um pouco mais descontraído, brincadeiras e animações à parte, até que teve um momento que minha amiga e essa outra que chegou começaram a “se debater”  e rir no chão.

Até que chegou um cara dizendo que nós estávamos agindo como crianças, e que nós iríamos ter que nos retirar se continuássemos, e que ele iria telefonar para nossos pais e blá blá blá

Sério, foi rir para não chorar.

Tudo bem, pode ser porque é pela minha visão, mas nós não estávamos INCOMODANDO ALGUÉM.

Não sei se deu para entender muito bem nem porque estou compartilhando isso aqui, só sei que esse episódio me deixou bem incomodada na época (e ainda deixa) que eu  fiquei pensando onde estaria o “espírito de criança” dentro de cada um (lembrando aquele post que fiz no dia das crianças). Fiquei me perguntando se as pessoas conseguem mesmo ficar “séria”/ de um modo adulto a todo momento, até mesmo com seus entes mais queridos e em situações mais descontraídas, como com amigos ou famílias.

Fiquei me perguntando se é isso que é ser adulto (porque, sinceramente? Isso está bem longe para mim)

Situações assim diminuem aos poucos a minha esperança na sociedade, sendo bem sincera.

Espero que vocês não se esqueçam de como é ter um pouco de distração e alegria na vida de vocês. Não há nada de errado em ser “bobo” em alguns momentos simplesmente porque você se sente feliz.

Lembre-se: NÃO é proibido rir ou se divertir/ser feliz na academia ou em qualquer outro lugar que você for (dependendo da situação também, CLARO)

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: