A verdade…

(Clique no post para ver a imagem)

A verdade é que nós nos acostumamos. E nos acostumamos tanto que ficamos acostumados de nos acostumar.

Há aqueles que vivem na riqueza, no luxo e que não medem esforços para manter sua condição, apesar de não podermos dizer que isso se aplica a todos os que a alcançam. Continue, continue. Ignore aqueles que estão bem ao seu lado, morrendo de fome, morrendo de frio, morrendo de guerra, morrendo de falta. Do que mais? Morrendo de falta de amor. Morrendo de falta de atenção. Morrendo de falta de empatia.

Não, meu caro, isso não é nenhuma doença contagiosa, não se preocupe. Mas se você acha que está imune por conta disso… Bem, não cabe a mim dizer.

Morrendo, morrendo aos poucos, morrendo instantaneamente, morrendo…

Ignore. Afinal, não foi isso o que você tem feito a vida toda? Ignore. Continue olhando para a frente. Não olhe para trás. Não olhe para baixo. Não olhe para os lados.

Ignore, ignore, ignore. Seja feliz, siga com a sua vida. O que eles tem a ver com você? Nada, não é mesmo? Do que mais você precisa além do que está ao seu redor?

Mais, mais. Eu quero alcançar mais. Quero alcançar o topo. E depois disso? O que importa depois disso? Sempre tem algo depois do depois do depois…

Uma vida confortável, tudo ao alcance da mão? As pessoas me olham com olhos tortos, mas e daí? Olha tudo isso que eu tenho, o que mais eu poderia pedir? Quem é que precisa daqueles fracassados? Quem é precisa de algo além de riqueza, poder?

Resposta certa. Ninguém.

“Há aqueles que vivem só de amor”. Pffft. Que palhaçada. Nunca ouvi tamanha calúnia como essa! O que é que o amor pode comprar? Para que ser amado? Pouco me importa o que os outros sentem por mim, eu tenho tudo do que preciso.

“O amor garante que eu tenha alguém quando eu morrer. Isso é tudo.”

“E você vai poder levá-lo depois do túmulo?”

“Não, mas pelo menos eu deixo algo de um valor inimaginavelmente maior do que o que você deixaria. As pessoas irão poder sorrir quando se lembrarem de mim. Não irão me ignorar nas suas mais profundas lembranças. E você, o que é que você deixa aqui?”

“Está vendo como a gente depende dos outros também? Vai confiar a sua felicidade em coisas materiais enquanto eu me preocupo mais em travar relações com as pessoas que amo.”

P.S.- Inspirado nesse vídeo aqui e nas coisas que a vida vai trazendo para a gente.

Imagem: Fonte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: